Espinha no olho: o que é e como evitar?

Espinha no olho: o que é e como evitar?

O hordéolo, também conhecido como terçol, também pode ser chamado de “viúvo/a” e até “espinha no olho”, é uma inflamação localizada na pálpebra que aparece como uma bolinha elevada, dolorida e avermelhada, sendo confundido com uma espinha na pálpebra, mas são condições diferentes.  Já o calázio, acontece quando o hordéolo não tem resolução completa, permanecendo uma bolinha geralmente indolor e que demora para sumir, muitas vezes exigindo cirurgia para retirada completa.

Tanto o terçol quanto o calázio são muito comuns na população em geral, é difícil conhecer alguém que nunca tenha tido uma bolinha no olho que apareceu e desapareceu, sem criar problemas. Mas, o terçol é um processo infeccioso, por isso precisa ter um acompanhamento médico.

Neste artigo vamos mostrar as principais diferenças entre calázio e terçol, sintomas, tratamentos e como evitá-los, com cuidados básicos na sua rotina de higiene diária.

Colaborou com este artigo: @dr.renanoliveira – Dr Renan Oliveira (CRM-SC 24.929) – oftalmologista no Hospital de Olhos Sadalla Amin Ghanem (Joinville, SC)

Índice

O que é uma espinha no olho?

Diferença entre terçol e calázio?

Como surge o terçol no olho?

Quanto tempo dura o terçol no olho?

O que fazer para curar o terçol?

IHave Something In My Eyes Wipe Eyes GIF - IHaveSomethingInMyEyes WipeEyes DryEyes GIFs

O que é uma espinha no olho?

Primeiro de tudo: espinha no olho não existe! O que existe é o terçol, ou o calázio. 

O que é um terçol?

Segundo definição da American Academy of Ophthalmology o terçol, cientificamente conhecido como Hordéolo, é um caroço pequeno, vermelho e dolorido que cresce na base do cílio ou sob a pálpebra, e na maioria das vezes é causado por uma infecção bacteriana.

O terçol pode ser interno ou externo: o primeiro cresce dentro da pálpebra, podendo ser causado pela infecção de uma glândula produtora de óleo, e o segundo aparece na base do cílio, podendo ser causado por uma infecção no folículo piloso e pode parecer com uma espinha no olho.

O que é um calázio?

Segundo definição da American Academy of Ophthalmology o calázio é um aumento de uma glândula produtora de óleo na pálpebra, que gera uma protuberância inchada na pálpebra, parecendo um caroço.

Ele acontece quando a glândula sebácea da pálpebra fica obstruída, podendo ser uma evolução do terçol interno e, à medida que cresce, pode deixar a  pálpebra vermelha, inchada e, às vezes, sensível ao toque. Se o calázio ficar grande, pode pressionar o olho e causar visão embaçada. 

Diferença entre terçol e calázio?

O terçol é mais doloroso que o calázio e fica mais aparente na borda da pálpebra, geralmente causado por uma raiz de cílios infectada, fazendo com que se pareça mais com uma espinha e podendo deixar toda a pálpebra inchada.

Um calázio, por outro lado, não é doloroso, causando sensibilidade ao toque apenas em casos mais intensos . parece mais um caroço, que uma espinha,pois, geralmente, se desenvolve mais para trás na pálpebra e raramente faz a pálpebra inteira inchar.

Como surge o terçol no olho?

Como mencionamos anteriormente, o terçol surge devido a uma infecção bacteriana, na raiz do cílio ou na parte interna da pálpebra. 

Por isso, é importante evitar coçar os olhos com as mãos sujas e manter a higiene palpebral em dia, evitando o acúmulo de resíduos nos olhos.

Mas como saber se tenho terçol ou calázio?

Sintomas do terçol 

Listamos aqui 7 sintomas do terçol que podem diferenciá-lo do calázio:

  1. Protuberância vermelha muito dolorida ao longo da borda da pálpebra ou na base dos cílios que pode fazer a pálpebra inteira inchar.
  2. Geralmente é acompanhado de uma pequena mancha de pus no centro, fazendo com que pareça uma espinha.
  3. Sensação de ter algo dentro do olho (mais comum nos casos de terçol interno).
  4. Sensação de arranhão no olho (mais comum nos casos de terçol interno).
  5. Sensibilidade à luz.
  6. Crosta de resíduos (remelas) ao longo da margem da pálpebra.
  7. Olho lacrimejante.

Sintomas do calázio 

Um calázio pode se desenvolver sem nenhum sintoma. Apenas como uma protuberância na pálpebra, às vezes tornando-se vermelha e inchada, podendo deixar a visão embaçada, se for grande o suficiente para pressionar o globo ocular.

Causas de espinha no olho

Existem 5 causas que facilitam o aparecimento, tanto do terçol quanto do calázio, são elas:

  1. A Blefarite, um problema que afeta a borda da pálpebra, deixando-a coberta por partículas oleosas e bactérias perto da base dos cílios.
  2. Predisposição genética ao terçol e calázio, quando uma pessoa tem uma vez, é mais fácil ter novamente, a genética também ajuda no aumento de produção de gordura nas pálpebras, o que pode causar tanto o terçol quanto o calázio.
  3. Doenças de pele, como acne, rosácea ou dermatite seborréica.
  4. Diabetes ou outros problemas médicos.
  5. Falta de higiene correta na região e olhos secos, que podem facilitar a presença de sujeira nos olhos e assim a proliferação de bactérias na região.

Quanto tempo dura o terçol no olho?

O terçol dura entre 3 e 7 dias, podendo desaparecer sozinho ou com a ajuda de tratamentos indicados por um oftalmologista. 

Já o calázio pode levar até um mês para desaparecer de forma espontânea, quando persiste pode ser removido por meio de uma cirurgia indicada pelo oftalmologista.

O que fazer para curar o terçol?

Primeiro de tudo, nunca aperte o terçol, isso pode espalhar a infecção para a pálpebra. 

Também não é recomendado usar maquiagem nos olhos ou lentes de contato enquanto tiver terçol ou calázio.

Compressas mornas podem ajudar a desobstruir as glândulas da pálpebra. Mergulhe uma gaze, disco de algodão ou toalha de rosto limpa em água quente e segure-a contra a pálpebra por 10 a 15 minutos, de 3 a 5 vezes ao dia, realizando massagem local.

Você também pode ajudar a glândula a se limpar massageando suavemente a área com o dedo limpo.

Caso o caroço não desapareça sozinho, em poucos dias, é recomendado procurar um oftalmologista para que ele indique o melhor tratamento.

Tratamentos

Entre os tratamentos mais indicados para terçol por oftalmologistas estão os antibióticos e corticóides, uma vez que é uma infecção bacteriana que causa inflamação local. Tanto o terçol quanto o calázio podem ser removidos com uma cirurgia, caso passem a afetar a visão ou não desapareçam por muito tempo.