Tipos de óculos: materiais para armação

Tipos de óculos: materiais para armação

Você já parou para pensar como os óculos são fabricados, quais os materiais disponíveis para as armações e como tudo isso impacta no melhor tipo de óculos para você?

Neste artigo vamos explicar o passo a passo do processo de produção da armação dos óculos de sol e de grau, desde a escolha do material até o encaixe das lentes. 

Em seguida você vai conhecer os principais materiais para armação de óculos no mercado, suas vantagens e desvantagens, e por fim, dicas infalíveis para escolher a armação ideal.

Só vem!

Índice

  1. Processo de produção dos óculos
  1. Materiais para armação de óculos
  1. Qual o melhor material de armação de óculos?
  1. Qual tipo de armação de óculos usar?
  1. 5 dicas para escolher a armação de óculos ideal
Glasses GIF - Glasses Alternative Nice GIFs

Processo de produção dos óculos

Para entender os diferentes materiais disponíveis para a armação dos óculos de grau e de sol, é preciso entender seu processo de produção.

1. Criação

O processo de criação de uma coleção de óculos começa com inspirações do mundo, a vida é uma constante fonte de inspiração. Cores, cheiros, lugares, viagens, retratos, arte. Tudo inspira nossos criadores que unem as referências em complexos moodboards que dão início ao processo de produção dos óculos.

2. Design

Na fase do design os criadores colocam a mão na massa e desenham diferentes tipos de óculos, com armações de diferentes cores e formatos, sempre em busca de um visual único, inovador e que reflita os valores de cada marca.

Depois de vários modelos de óculos criados os melhores são escolhidos e passam para a próxima fase de produção.

3. Protótipo

O protótipo é a versão 3D do desenho, nesta fase são definidos detalhes importantes da armação, guias de qualidade e certificação nos processos de produção.

4. Material

Nessa etapa são escolhidos os materiais que devem compor cada óculos da coleção. Desde placas de acetato até o titânio (vamos explicar melhor cada material ao longo do texto).

5. Produção

O processo de produção de óculos conta com máquinas automáticas de alta precisão e máquinas semiautomáticas. Mas a habilidade de artesãos especializados é fundamental para valorizar o equipamento tecnológico que, graças aos seus conhecimentos, fazem com que cada detalhe se torne um elemento único.

A fabricação de um par de óculos consiste em inúmeras fases que vão desde o digital até o trabalho de mãos habilidosas para garantir que os materiais e a execução passem pelos controles de qualidade de cada etapa de produção.

Armações de Metal

Um simples arame de metal ganha forma dentro de uma bobinadeira, segue para solda manual com outros componentes de metal, como os aros que seguram as lentes, as hastes e suportes nos quais as placas do nariz são aplicadas. A armação de cada par de óculos é montada peça por peça. 

Depois disso, esses primeiros componentes estão prontos para a fase de turbilhonamento. As superfícies metálicas são polidas e depois dispostas para serem coloridas com um tratamento galvânico e protetor, ou com tintas para obter as cores e efeitos desejados.

Armações de Acetato

São moldadas com folhas de acetato de diferentes espessuras, cores e composições. Antes de serem ajustadas às espessuras necessárias por meio de máquinas especiais, essas folhas são cortadas em tiras com as quais são feitas as diferentes partes da armação. 

Esses recortes são fresados em vários formatos e tamanhos usando máquinas de precisão. Por fim, técnicos com experiência nas diversas fases do processo, personalizam o produto, submetendo os materiais a variações de temperatura e polimento. 

Os produtos semiacabados são encaminhados para o tamboreamento, processo fundamental para um acabamento de qualidade. 

O processo de produção das armações de acetato para óculos de sol e grau consiste em fases distintas, que usam máquinas especiais que misturam pequenos pedaços de bétula e madeira de faia, óleos de lixa e pó abrasivo, usada para obter formas bem polidas e superfícies brilhantes.

As tiras para as hastes são moldadas nas formas desejadas e dispostas para serem enviadas para a próxima fase que envolve a inserção do núcleo de metal dentro dos modelos de acetato. 

Uma máquina especializada aquece o metal, levando-o a altas temperaturas que garantem a perfeita inserção no acetato. Uma vez inserido o núcleo de metal, a customização segue de acordo com os projetos de design, finalizando na montagem com o painel frontal e inserção das lentes, de sol ou de grau.

Agora conheça os diferentes tipos de materiais para armação de óculos.

Materiais para armação de óculos

Acetato

O acetato é um material derivado da celulose, leve e resistente à queda e corrosões químicas. Ele é mais resistente que o plástico, por isso é uma matéria-prima mais cara.

É um dos materiais mais usados no mercado para armações de óculos, pois tem flexibilidade para se moldar a diferentes tipos de rosto, cores, formatos e estilos.

Metal

As armações de metal são leves e delicadas, muitas vezes escolhidas por pessoas que querem que os óculos desapareçam no rosto. Suas peças são encaixadas com parafusos e, geralmente, possuem plaquetas para apoio da armação no nariz.

Titânio

São marcas registradas das armações de titânio a leveza, a resistência e a durabilidade, além de ser um material hipoalergênico.

Alumínio

O alumínio também é um material antialérgico, uma vez que não contém níquel em sua composição. As armações com esse material são leves, porém pouco flexíveis para adaptação a diferentes tipos de rostos.

Aço inoxidável

Como o próprio nome já diz o aço inoxidável não sofre corrosão, além de ser um material leve, resistente e flexível, tornando-se ideal para quem busca armações discretas.

Madeira

Os óculos de madeira são uma invenção recente e embora seja um material muito leve, e atualmente cool, não é muito flexível, dificultando o ajuste para diferentes tipos de rostos.

Injetados

Existem diferentes tipos de materiais injetados para a produção de armação de óculos, sendo o mais conhecido, o policarbonato.

O material também é derivado da celulose, mas na comparação com o acetato, está mais perto do plástico comum, isso porque é um material mais seco e menos maleável, podendo perder a cor com maior facilidade e sendo menos resistente a quedas ou riscos. Com isso, sua durabilidade também é menor.

Qual o melhor material de armação de óculos?

Não existe um material ideal para a produção de óculos, mas é possível escolher o melhor tipo de armação para cada perfil.

Qual tipo de armação de óculos usar?

Pessoas com nariz muito pequeno, não se acostumam bem com os óculos de acetato, pois precisam das plaquetas para apoiar a armação no nariz. Nesse caso a melhor escolha são armações de metal, titânio, aço inoxidável ou alumínio. 

Por outro lado, o acetato é um dos materiais mais recomendados para quem tem miopia, por ser um material mais grosso que “disfarça” as bordas mais largas das lentes.

Na escolha entre metal, titânio, aço ou alumínio é importante considerar que o metal pode oxidar e não é recomendado para pessoas com altos níveis de ácido úrico. O alumínio, por outro lado, não pode ser soldado, então suas peças podem desencaixar com o passar dos anos.

O aço inoxidável e o titânio são os materiais mais resistentes, leves e duradouros, além de serem antialérgicos. Porém, não são recomendados para portadores de miopias altas, uma vez que as bordas largas das lentes ficarão muito aparentes nessas armações.

5 dicas para escolher a armação de óculos ideal

  1. Colocar e se sentir bem, óculos têm que ser confortável.
  2. Escolha uma armação que se adeque ao seu grau.
  3. Não pode olhar nem por cima nem por baixo da lente.
  4. O ideal é que a armação acabe na linha da sobrancelha.
  5. Escolha um material duradouro.

Curiosidade: os números impressos na haste são as medidas em milímetros das lentes, ponte e haste (respectivamente).

Agora é só abrir o site da LIVO e escolher a sua armação preferida!